Resgatando Trajetórias e Trocando Saberes: Intercomunicações entre Mulheres Empreendedoras do Paulista e Estudantes do Curso Técnico em Administração do IFPE - Campus Paulista

Fernando Augusto Semente Lima

Resumo


 

 

O artigo apresenta trajetórias de mulheres empreendedoras no município do Paulista, região metropolitana do Recife, atentando para questões de gênero que importem na atmosfera que permeia o negócio no qual as personagens retratadas estão envolvidas. As narrativas que evidenciam as trajetórias emergiram a partir da execução de entrevistas semiestruturadas contemplando três personagens – representantes de ramos de atividade econômica diferentes. Tais narrativas foram submetidas a quatro dimensões previamente estabelecidas: Empreendimento; Gênero; Pessoal e Processo. Essa submissão permitiu-nos identificar, nos discursos evocados, posicionamentos referentes às questões do empreendimento, como a motivação para empreender, se por necessidade ou oportunidade, bem como aquelas relativas a gênero – esta última dialogando positivamente com questões apontadas por Stamatto (2002), Louro (In: Del Priore, 2017) e Rago (In: Del Priore, 2017), no sentido das dificuldades históricas que se impõem à categoria mulher na experiência de um protagonismo social no mundo do trabalho. Desse modo, a partir da análise das dimensões, verificamos, em comum nas trajetórias, discursos que corroboram com a ideia da tripla jornada, e do desempenhar atividades historicamente atribuídas às mulheres. Ademais, as trajetórias resgatadas consistiram em um importante ato de reconhecimento dos saberes e competências das personagens, ao mesmo tempo em que conferiram aos envolvidos na experiência, sobretudo aos estudantes associados ao projeto, uma oportunidade de vivenciar a prática administrativa real, sujeita a complexas variáveis intervenientes que atuam positiva e/ou negativamente para o sucesso de um negócio.


Texto completo:

PDF

Referências


BAUER, M.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2015.

GEM Brasil 2017. Empreendedorismo no Brasil - relatório executivo 2017. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2018.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR (GEM 2016). Empreendedorismo no Brasil - 2016. Disponível em: . Acesso em: 21 nov. 2018.

LOURO, G. L. Mulheres na sala de aula. In: DEL PRIORE, Mary (org.). História das mulheres no Brasil. 10 ed. São Paulo: Contexto, 2017. p.443-481.

RAGO, M. Trabalho feminino e sexualidade. In: DEL PRIORE, Mary (org.). História das mulheres no Brasil. 10 ed. São Paulo: Contexto, 2017. p.578-606.

SCHUMPETER, J. A. Capitalismo, socialismo e democracia . São Paulo: Ed. Unesp, 2017, 1ed. 582 p.

______. The theory of economic development. Cambridge: Harvard University Press, 1934.

STAMATTO, Maria Inês Sucupira. Um olhar na história: a mulher na escola (Brasil: 1549-1910). In: História e Memória da Educação Brasileira, 2002, Natal. II Congresso Brasileiro de História da Educação. Natal: RN: NAC, 2002. v. 1. p. 294-295.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Caravana

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco