INSERÇÃO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA FAMILIAR NOS ESPAÇOS PRIVADOS E PÚBLICOS DE COMERCIALIZAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BARREIROS – PE.

MARCELO rodrigues figueira de MELLO

Resumo


Apesar importância da produção agrícola familiar e dos avanços nas políticas públicas relacionadas a este segmento no Brasil, como por exemplo o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e o PNAE (Programa Nacional para a Alimentação Escolar), ainda se observa uma grande lacuna no que tange a organização e comercialização da produção. O objetivo deste estudo foi entender a inserção da produção agrícola familiar nos espaços privados e públicos de comercialização no Município de Barreiros – PE. O estudo teve início com uma investigação acerca da comercialização e da inserção da produção nas feiras e espaços privados do Município de Barreiros– PE. Foram visitadas quatro escolas, três restaurantes e um supermercado. Foi verificado nas feiras livres uma agricultura familiar expressiva. Embora, cerca de 64,1 % dos espaços nas feiras são próprios e 35,9 % arrendados. Desses espaços próprios, muitos funcionam apenas como local de revenda. Os restaurantes privados visitados realizam as compras de hortifrutigranjeiros para seus estabelecimentos no grande Recife - PE. Apenas em algumas épocas do ano, adquirem coentro, alface e macaxeira. Parte das dificuldades em adquirir produtos da agricultura familiar no Município de Barreiros, assim como em outros Municípios do Brasil, ainda permanece na informalidade, falta de escala de produção e falta de organização social.

PALAVRAS-CHAVE: agricultura familiar, produção, escolas, mercados.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei n. 10.831 de 23 de dezembro de 2003. Dispõe sobre a agricultura orgânica. Diário Oficial, Brasília, 23 dez. 2003.

CARVALHO, C. et al. Feira agroecológica: Alimentos saudáveis gerando renda e promovendo relações justas e solidárias no mercado. Ouricuri - PE, 2008.

GEHLEN, V. R. F., LAINÈ, P. V. (org.) Costurando com Fios Invisíveis: a Fragmentação do Território Rural. Editora Universitária da UFPE. Recife, 2012. 367 p.

GOODMAN, M.; GOODMAN, M. K. Alternative Food Networks. Encyclopedia of Human Geography, [s. l.], p. 1-25, 2007.

GRISA, CATIA. Desenvolvimento local, políticas públicas e meios de vida: uma análise do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). In: CONGRESSO DA SOBER, 47. Anais... Porto Alegre. 2010.

HINTERHOLZ, B.; MATTOS RIBEIRO, V. DE. Feira Agroecológica: Uma alternativa para comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar orgânica no município de Medianeira – PR: O Caso da AAFEMED. Synergismus scyentifica UTFPR, Pato Branco, 06 (1). 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Agropecuário 2006. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2009.

PAULINO, E. J; DIAS, J. V. L; Murta, N. M. G; MORAIS, H. A; PIRES, H. H. R. Comércio de alimentos em uma feira livre de um município no Alto Jequitinhonha, Minas Gerais. Revista Desenvolvimento Regional. Montes Claros, n.14, 2015.

SEVILLA GUZMAN, E.; SOLER, M. Agroecología y soberanía alimentaria: alternativas a la globalización agroalimentaria. PH Cuadernos, Andalucía, v.26, p.190-217, 2010.

SOLER, M. M. El contexto socioeconómico de la agricultura ecológica: la evolución de los sistemas agroalimentarios. Sevilla: Universidad de Sevilla, 2009. 38p.

SOUZA, PAULO MARCELO DE; FORNAZIER, ARMANDO; PONCIANO, NIRALDO JOSÉ; NEY, MARLON GOMES. Agricultura Familiar Versus Agricultura Não Familiar: uma Análise das Diferenças nos Financiamentos Concedidos no Período de 1999 a 2009, Documentos Técnicos do Banco do Nordeste do Brasil, v.42, Nº 01, jan./mar., 2011, pp. 105-124.

VAN DER PLOEG, Jan Douwe. Camponeses e impérios agroalimentares: lutas por autonomia e sustentabilidade na era da globalização. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

VÁSQUEZ, S. F, BARROS, J. D. S, SILVA, M. F. P. Agricultura orgânica: caracterização do seu produtor na cidade de Cajazeiras-PB. Revista verde de agroecologia e desenvolvimento sustentável – Grupo verde de agricultura alternativa (GVAA). Mossoró, Jan./Mar. 2008, v. 3, n. 2, p. 87-97.

SANTOS, Leonor Pacheco et al. Avaliação de políticas de segurança alimentar e combate à fome no período 1995-2002. Programa Nacional de Alimentação Escolar. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 23, n. 11, p. 2681-2693, nov. 2007.

BACCARIN, José Giacomo. Interações entre alimentação escolar e agricultura familiar para o desenvolvimento local. In: TEO, Carla Rozane Paz Arruda; TRICHES, Rozane Márcia (Org.). Alimentação escolar – construindo interfaces entre saúde, educação e desenvolvimento. Chapecó: Argos, 2016. p. 89.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Caravana

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco