AQUICULTURA SUSTENTÁVEL PARA PEQUENOS PRODUTORES: PROSSEGUINDO NA INTEGRAÇÃO DE SABERES

Emerson Oliveira, José Oliveira, Berlândia Leão

Resumo


O trabalho com intuito de incentivar a prática da aquicultura aos pequenos agricultores familiares na zona da mata do estado de Pernambuco, mostra a criação do camarão gigante da malásia (Macrobrachium rosenbergii) e do peixe tilápia (Oreochromis niloticus) em sistema semi intensivo de criação, como alternativa de renda e diversificação dos produtos da agricultura familiar. O presente projeto propõe o desenvolvimento do sistema de policultivo nos municípios de Primavera, Vitória de Santo Antão, Chã de Alegria e Feira Nova, promovendo subsídios para o desenvolvimento de uma aquicultura familiar, inserindo a criação do peixe e do camarão no contexto da pequena propriedade rural, como ferramenta de inclusão social, diversificação da produção e segurança alimentar. Ao longo deste trabalho, foram desenvolvidas várias atividades visando à construção de saberes por meio de vivências teóricas e práticas tais como, reuniões entre órgãos responsáveis pela agricultura e meio ambiente, mapeamento das propriedades rurais dos municípios e das rodas de conversas que se configuraram como cursos teóricos e práticos. O cultivo foi acompanhado pelos produtores a cada 14 dias para obtenção de dados biométricos e dos principais parâmetros da qualidade de água dos viveiros. Contudo, a aquicultura passou a ser praticada pelos agricultores como ferramenta de ocupação de pequenos espaços ociosos, já que os mesmos adotavam uma prática extensiva na criação de peixes.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Caravana

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco