RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E A RELAÇÃO ENSINO E APRENDIZAGEM: DIFICULDADES DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NAS TURMAS DO ENSINO MÉDIO

Luciano Santos Nogueira

Resumo


Este artigo tem por finalidade analisar as dificuldades apresentadas por alunos do 3º ano do ensino médio, na Escola Albertina da Costa Soares, na resolução de problemas matemáticos. O objetivo é apresentar uma forma diferenciada com interpretação e resolução de problemas. A partir das dificuldades foi elaborado um projeto de intervenção, usando o método adotado por George Polya, que consiste na aplicação de quatro fases: compreensão do problema, estabelecimento de um plano, execução e retrospecto. Como opção para obtenção de resultados, utilizou-se lista de problemas como método de coleta de dados; foram selecionados dez estudantes, escolhidos por seu rendimento escolar, dividiram-se em duplas que responderam a três listas de problemas, aplicando metodologias diferentes, sendo uma delas a de Polya. Os resultados foram satisfatórios, pois 80% dos alunos compreenderam o propósito das listas. Assim, verificou-se que a falta de prática em resolução de problemas e a falta de conhecimentos de técnicas são as maiores dificuldades apresentadas por eles. Assim, deveria ser repensada uma melhor didática na aplicação de problemas no ensino médio, pois a carência em desenvolver habilidades para resolução de problemas seria facilmente resolvida se fosse dedicado mais tempo a essa forma de ensino-aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Revista Caravana

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco