DIAGNÓSTICO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DAS HORTAS URBANAS: ESTUDO DE CASO BR 101/232 RECIFE- PE

nehemias pereira da silva

Resumo


Um grupo de agricultores cultiva de forma rudimentar, locais urbanos públicos à margem dos viadutos da BR 101 e 232 na cidade de Recife-PE, com deficiência de orientação técnica a respeito principalmente do uso de agrotóxicos e qualidade da água utilizada na irrigação. Uma pesquisa preliminar feita em 2001 por alunos do curso técnico em Saneamento Ambiental do IFPE detectou que a água utilizada estava contaminada com coliformes fecais, e que era frequente e sem nenhuma orientação a utilização de agrotóxicos. Este trabalho objetivou atualizar o diagnóstico da situação destas áreas de plantio para subsidiar futuros programas de educação ambiental, que incentivem a agricultura orgânica com vistas à melhoria da qualidade de vida das pessoas envolvidas, bem como a
redução de contaminação ao meio ambiente e aos consumidores destes produtos. Para isto, aplicouse um questionário entrevistando-se 35 agricultores sobre suas condições de trabalho e segurança. Também foram feitas análises microbiológicas da água dos poços rasos utilizada na irrigação, análise microbiológica de algumas hortaliças e análise da fertilidade do solo. Observou-se que a água utilizada está contaminada com Escherichia coli T. Escherich, entretanto, nas hortaliças coletadas, alface e quiabo, não se constatou a presença de Salmonella SP, Vibrio choleraee nem de Escherichia Coli. O solo apresentou boas condições de fertilidade, com altos teores de cálcio, magnésio, potássio e fósforo.


Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION; AMERICAN WATER WORKS

ASSOCIATION; WATER ENVIROMENTAL FEDERATION. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 22. Ed; Washington: APHA/AWWA/WEF, 2012

ARRUDA, J. Agricultura urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro: sustentabilidade e repercussões na reprodução das famílias. 197 f. Tese (doutorado) – Universidade Federal Rural

do Rio de Janeiro, Instituto de Ciências Humanas e Sociais. 2011.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social; Secretaria de Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional; Coordenação Geral de Apoio à Agricultura Urbana. Disponível em: http://www.mds.gov.br/falemds/perguntas-frequentes/seguranca-alimentar-e-nutricional/regiaometropolitana/ gestor/agricultura-urbana> Acesso em: 12 ago. 2015.

BRASIL. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução nº 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Disponível em: Acesso em:05 dez.2013.

BRASIL, Ministério da Saúde. Manual Integrado de vigilância epidemiológica da cólera, 2008. Disponível em:

tipos_fundamentais.pdfa>.Acesso em: 2 dez. 2013.

COUTO, J. L. V. Contaminação por agrotóxicos. 2009. Disponível em:< http://agronomos. ning.com/profiles/blogs/contaminacao-por-agrotoxicos>.Acesso em: 30 nov.2013.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. 2. Rio de Janeiro: ed. rev. atual. 1997. 212p

GODOY, A. S. Pesquisa Qualitativa: tipos fundamentais. 1995. Disponível em:.Acesso em: 2 dez.2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico. 2010. Disponível em:. Acesso em:05 dez.2013

MOUGEOT, L.J.A. Urbanagriculture: definition, presence, potentialandrisks, 2 000. In:

Bakker N., Dubberling M., Gundel S., Sabel-Kaschella U. e de Zeeuw H. (editores), “Cidades que crescem cultivando alimentos – Agricultura urbana na agenda política” (Feldafing, Alemanha) pp 1-42.

NUGENT, R.; EGAL, F. Agricultura Urbana e Periurbana Segurança Alimentar e Nutrição.

Texto inicial para discussão na conferência eletrônica FAO-ETC/RUAF: “Agricultura Urbana e Periurbana na Agenda Política” promovida pela FAO, ETC, RUAF, 2000.

OLIVEIRA, C.R. Qualidade da água e conservação de nascentes em assentamento rural na mata pernambucana. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco. CTG, Recife., 2014. 141 f

PORTO, M.A.L. et al. Coliformes em água de abastecimento de lojas fast-food da Região Metropolitana de Recife (PE, Brasil). Ciência e saúde coletiva,v.16, n.5, p. 2653-2658, 2011.

U.S. FOOD AND DRUG ADMINISTRATION. Bacteriological Analytical Manual on-line - BAM/FDA: Chapter 4 - Enumeration of Escherichia coli and the Coliform Bacteria, Version – Set.

U.S. FOOD AND DRUG ADMINISTRATION. Bacteriological Analytical Manual on-line - BAM/FDA: Chapter 5 - Salmonella – mai. 2014.

U.S. FOOD AND DRUG ADMINISTRATION. Bacteriological Analytical Manual on-line - BAM/FDA: Chapter 9 - Vibrio – mai. 2004.

VAN MAANEN, J. 1983, Qualitative methodology. Newbury Park (CA): Sage Publications, apud Hoppen, N., Lapointe, L. e Moreau, E., 1996, Um guia para a Avaliação de Artigos de Pesquisa em Sistemas de Informação, Revista Eletrônica de Administração, 3. Ed., v.2, n.2,

nov. 1996, Disponível em < http://www.ic.unicamp.br/~reltech/2003/03-02.pdf> Acesso em: 14 jul.2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Caravana

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco